SELECIONE SUA REGIÃO E IDIOMA

UNITED STATES
English
LATIN AMERICA
Español
Português
AUSTRALIA &
NEW ZEALAND

English
JAPAN
Japanese
ASIA PACIFIC
English

FECHAR
Preceitos básicos do turismo sustentável

Preceitos básicos do turismo sustentável

ParceriasPara Inspirar

O texto foi escrito pela nossa parceira Luisa Galiza, dona do blog Leve Na Viagem
Falar sobre turismo sustentável tem sido muito comum ultimamente. Mas você sabe do que se trata? O turismo sustentável é o termo que se dá às práticas de viagem que são feitas de forma responsável com a natureza, indo desde a hospedagem até a alimentação. Nessa prática, havendo ou não interação da parte do ser humano, o meio ambiente é preservado, sem degradação ou mudança em seu estado original. Com isso, a intenção é a de minimizar os impactos negativos que o turismo tradicional pode exercer, tanto na natureza quanto numa comunidade. Você pode se perguntar como isso pode abranger tantos aspectos, e se é muito radical.
É importante lembrar que qualquer gesto de preservação e cuidado é bem-vindo! A ideia do turismo sustentável é a de apresentar formas para contribuir ainda mais com o mundo que nos presenteia com tantas paisagens e belezas únicas. Vem conhecer mais um pouco?

Duas pessoas sentadas em uma montanha com uma cabana ao lado
 

Preceitos básicos do turismo sustentável



Em primeiro lugar, deixemos de lado a ideia de que sustentabilidade é restrita a poluição e afins. Falar sobre turismo sustentável é falar sobre todas as práticas que envolvem uma organização social, indo da cultura à economia. Parece, num primeiro momento, muito complexo, não é? Mas, quando olhamos com um pouco mais de atenção, percebemos que é possível agir muito mais. Os principais aspectos que regem esse princípio de viagem são:
 
  • Redução de Impactos Socioeconômicos;
  • Redução de Impactos Ambientais;
  • Investimento em Administração Responsável;
  • Redução de Impactos Culturais.              

Tartaruga no fundo do mar
Ou seja, além da preservação do meio ambiente, que é o essencial, há também a necessidade de entender o funcionamento das empresas contratadas, para que, de fato, possamos fazer do turismo sustentável um estilo de vida. Além disso, existem diretrizes de turismo sustentável definidas pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente que, felizmente, já tem sido adotado por diversos governos pelo mundo. Esses princípios são:
 
  1. Viabilidade econômica;
  2. Prosperidade local;
  3. Emprego de qualidade;
  4. Equidade social;
  5. Satisfação do turista;
  6. Controle local;
  7. Bem-estar da comunidade local;
  8. Riqueza cultural;
  9. Integridade física;
  10. Biodiversidade;
  11. Eficiência de recursos;
  12. Pureza ambiental.       

Agora, você deve estar se perguntando: como eu posso fazer para adotar essa prática? Existem atitudes simples que você pode tomar e que farão toda a diferença para colaborar com o turismo sustentável:
 
  1. Priorize os serviços locais: ainda que seja tentador contratar grandes empresas de turismo, já conhecidas, é interessante sempre incentivar o trabalho da própria comunidade. Um exemplo é a contratação de guias que trabalham de forma independente.
  2. Visite destinos menos populares: existem destinos que têm estrutura adequada para turistas, mas não recebem visitas como poderiam. O incentivo ao turismo de base proporciona seu crescimento e, assim, faz com que o nicho se desenvolva mais.
  3. Atente-se ao funcionamento das atrações turísticas: algumas atrações vão estritamente contra a ideia de turismo sustentável, como aquelas que exploram animais ou invadem o funcionamento natural do meio ambiente. Por isso, saiba como funciona cada atração.
  4. Pesquise sobre as diretrizes da empresa que pretende contratar: algumas empresas têm preocupações com causas ambientais, cuidam de seus funcionários, às vezes até destinam parte de seus lucros para ONGs e afins. Dê prioridade às que farão o bem de alguma forma.
  5. Economize recursos naturais: tanto recursos naturais quanto energia devem ser economizados, seja em viagem ou em casa, pois sempre há um impacto ambiental com o consumo. Tomar banho mais curtos e desligar o ar-condicionado ao sair do quarto, por exemplo, já são ações que auxiliam nesse processo.
  6. Conheça previamente a cultura local: é muito importante conhecer e entender o funcionamento da cultura local, especialmente as que são muito diferentes da nossa, para não cometer nenhuma ofensa, ainda que acidental, à comunidade que estará te recebendo.
  7. Cuide do seu lixo: o básico sempre precisa ser dito. Não adianta fazer tudo o que falamos e jogar lixo enquanto faz trilha ou anda de bike natureza afora. É preciso nos atentar a todas as emissões que fazemos em nossas práticas de esporte outdoor, e isso significa, entre tantas coisas, cuidar do lixo que emitimos. É simples, não custa nada e preserva a natureza.
 Grupo de pessoas em montanha assistindo pôr do sol
Adotar o turismo sustentável é mais simples agora que viu essas dicas, não é? Setores hoteleiros e agências de viagem têm adotado a prática, havendo até hotéis que pegam parte dos itens de consumo de produtores agrícolas da região. Isso também é pensar em sustentabilidade, ainda que não seja tão óbvio à primeira vista. Que tal tornar esse o seu estilo de viagem? :)